Login do Usuário



Online

Nós temos 31 visitantes online

Banner
Página Inicial
Edital da Polícia Federal somente em setembro! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Saga Policial   
Qui, 21 de Agosto de 2014 20:06

concurso PF

 

 

Brasília: Ao que tudo indica, a publicação do edital do aguardado concurso para o preenchimento de 600 vagas para agente policial da Polícia Federal, inicialmente previsto para ocorrer a partir de junho, deve ficar para setembro. De acordo com o coordenador de recrutamento e seleção da PF, Jorgeval Silva Costa, a comissão do concurso ainda aguarda um parecer jurídico da Assessoria Jurídica (AJ) para que possa definir a empresa ou fundação organizadora. “Acredito que isto deve ocorrer já nos próximos dias. Mas acho muito difícil conseguir publicar o edital de abertura de inscrições ainda em agosto, em decorrência dos últimos ajustes que deverão ser feitos com a organizadora. A tendência é de que a liberação acabe ficando mesmo para setembro”, diz.

De qualquer forma, a divulgação deve ocorrer, no máximo, até 26 de setembro. Acontece que a autorização do concurso, por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), divulgada em 26 de março, determinava um prazo de seis meses para início da seleção, prazo que expira em 26 de setembro.

 

Leia mais...
 
Policiais querem mudar a Segurança Pública. Mas só eles. PDF Imprimir E-mail
Escrito por Saga Policial   
Sáb, 16 de Agosto de 2014 14:01

SEGURA1

 

Marcos é um policial militar de São Paulo. Adriano é policial federal no Rio Grande do Sul. E Gilson atua na Polícia Civil de Mato Grosso. Apesar de trabalharem em instituições e Estados diferentes, os três fazem parte de um grupo que até então não tinha dado as caras na segurança pública brasileira, o de agentes insatisfeitos com o atual modelo de policiamento e que defendem a desmilitarização da polícia brasileira.


Uma pesquisa divulgada em São Paulo, nesta quarta-feira, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que 73,7% dos policiais brasileiros são a favor da desvinculação da polícia dos meios militares. Até a maioria dos policiais militares (76,3%) querem a desmilitarização da corporação. Quase a metade do total dos que querem as mudanças se concentra entre duas propostas: 21,8% defendem que a PM e a Polícia Civil se unifiquem formando uma instituição de ciclo completo e 27,1% quer a criação de uma nova polícia com carreira única.


Na prática isso quer dizer que os policiais do Brasil querem uma reestruturação de suas carreiras para aperfeiçoar o combate ao crime e acabar com as brigas internas entre as corporações. ‘Cansei de ver bandido ser solto porque as provas coletadas pelos policiais militares foram mal aproveitadas no inquérito da Polícia Civil. As picuinhas entre as duas corporações nos impediram de ajudar mais na investigação’, reclama o PM Marcos.

 

Leia mais...
 
Policial Federal: retratos de vidas e carreira PDF Imprimir E-mail
Escrito por Saga Policial   
Qui, 14 de Agosto de 2014 21:53

livro pf

 

 

Livro lançado hoje retrata trajetória de policiais federais, desde o ingresso na carreira até a aposentadoria - leitura obrigatória para quem deseja entrar para o DPF

 

O livro "Policial Federal: retratos de vidas e carreira" será lançado hoje, dia 14 de agosto, às 20h, na Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi, em Florianópolis. A obra é inspirada em vivências de um grupo formado por oito profissionais - entre eles psicólogos, assistentes sociais e policiais federais - que realizaram pesquisas ou atuaram junto à Policia Federal (PF). O resultado é uma coletânea de textos que resgatam as vivências de policiais federais e servidores da Superintendência Regional de Santa Catarina, desde o início da carreira até a aposentadoria.

 

A ideia de escrever um livro sobre o tema surgiu, em 2009, logo após o término do mestrado em Psicologia na UFSC da psicóloga Marilaine Bittencourt de Freitas Lima (responsável pela organização dos textos, juntamente com a psicóloga Dulce Helena Penna Soares), quando ela pesquisou sobre o uso do tempo livre pelo policial federal aposentado. Mas, somente em 2011 é que o projeto começou a ser colocado em prática.

 

A proposta dos autores teve como foco a carreira do policial, desde seu ingresso, por meio de concurso público, até a sua aposentadoria. Para tanto, foram utilizadas histórias de vida e experiências relatadas por diferentes policiais entrevistados para os objetivos do livro. Em seus relatos, eles revelaram a importância de resgatar suas vivências profissionais, as dos colegas aposentados e as daqueles ainda em atividade.

 

Além de Dulce e Marilaine, também assinam a obra como autores as assistentes sociais Cristiane Coelho de Campos Marques e Fabiana Regina Ely; os psicólogos Iuri Novaes Luna e Maria da Graça Ballardin; e os policiais federais José Carlos Nedel Fagundes e Mírian Kruse dos Santos.

 

Os 10 capítulos

 
O trabalho de pesquisa abrangeu funcionários de todos os cargos, funções, níveis e qualificações, os quais contaram suas histórias e autorizaram a relatar algumas partes no livro. O livro contém 10 capítulos, divididos em duas partes. A primeira parte, intitulada “POLICIAL FEDERAL: Retratos de vida até a Aposentadoria” é composta de seis capítulos e retrata a trajetória profissional do policial federal, desde as escolhas profissionais, ou seja, desde o momento da decisão de querer ser policial, passando pela aprovação em concurso e pela academia, para depois entrar, atuar e aposentar-se na Polícia Federal.
 

Leia mais...
 
Edital do concurso de Agente da Polícia Federal será publicado PDF Imprimir E-mail
Escrito por Saga Policial   
Qui, 07 de Agosto de 2014 16:19

 chamadaPF

 

 

DPF confirmou publicação dentro do prazo de autorização do concurso

 

O Departamento de Polícia Federal (DPF) confirmou, após contato feito por nossa equipe, que irá obedecer ao prazo limite e irá lançar o edital de seu concurso para o cargo de Agente de Polícia antes do dia 27 de setembro, que seria a data limite. 

 

Há grande especulação quanto à data de publicação do edital, mas provavelmente será lançado neste mês de agosto. O extrato de autorização deste concurso foi publicado dia 27 de março e o DPF possui o prazo de até 6 meses a partir desta data para publicar o edital. Caso perca este prazo, o concurso não poderá ser realizado. 

 

Este concurso oferecerá 600 vagas e será muito concorrido. No último concurso para o cargo de Agente de Polícia Federal, em 2012, a concorrência foi de 215,71 candidatos por vaga.

  

Atribuições do cargo e remuneração

O policial irá executar investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

 

A jornada de trabalho possui carga horária de 40 horas semanais em regime de tempo integral e dedicação exclusiva. 

 

Conforme a Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais, atualizada no mês de junho/2014, o salário efetivamente creditado foi de R$8.416,05 para policiais em início de carreira (terceira classe). Com o aumento salarial já aprovado, a remuneração (subsídio) passa para o valor de R$9.075,20. 

 

O servidor é remunerado exclusivamente por subsídio, fixado em parcela única, que não contempla outras gratificações, exceto as seguintes parcelas remuneratórias: 

 

1 – Vencimento base

2 – Gratificação de atividade

3 – Valores da gratificação por Operações especiais – GOE

4 - Gratificação de atividade Policial Federal

5 – Gratificação de compensação orgânica

6 – Gratificação de atividade de risco

7 – Indenização de habilitação profissional

8 – Vantagem pecuniária individual

 

Nova Lei de Cotas Raciais

Este novo concurso para Agente de Polícia Federal 2014 trará algumas mudanças no que se refere à distribuição de vagas.

Este será o primeiro concurso da Polícia Federal que será aplicada a nova Lei de Cotas Raciais (Lei 12.990/14) que entrou em vigor dia 9 de junho deste ano. Se forem confirmadas as 600 vagas, 20% serão reservadas para negros e 5% para PNEs.

 

Confiram os números abaixo: 

Leia mais...
 
Candidatos à Presidência devem apresentar proposta sobre segurança PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Qui, 31 de Julho de 2014 16:49

ATEQUANDO

 

 

Posicionamento sobre uma nova estrutura policial, criando uma polícia de “ciclo completo”, está entre os temas.

 

 

Especialistas em segurança pública lançaram nesta terça, dia 29, uma agenda prioritária para a área e vão pedir aos candidatos à Presidência da República que se posicionem sobre as propostas. A intenção é qualificar o debate sobre o tema e defender principalmente iniciativas para reduzir o número de homicídios no Brasil, que passou de 56 mil em 2012. “Nos momentos anteriores, éramos convidados a falar sobre as nossas ideias. Demos um passo anterior e nos organizamos no sentido de juntar pesquisadores e profissionais, que pensam de modos diferentes, e produzimos esse documento para estimular o debate”, disse a pesquisadora da Universidade de Brasília (UnB) Haydée Caruso.

 

A apresentação das propostas ocorreu no Rio de Janeiro, no Instituto Igarapé, uma das organizações envolvidas no projeto, e reuniu representantes do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo; Centro de Estudos de Criminalidade, da Universidade Federal de Minas Gerais; Instituto Fidedigna, do Rio Grande do Sul; Universidade de Brasília; Laboratório de Análise da Violência, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj); Universidade Federal de Pernambuco; Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul; Centro de Pesquisa Jurídica Aplicada e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

 

A agenda será apresentada aos coordenadores da área de segurança pública das campanhas dos presidenciáveis no próximo dia 31, em São Paulo: “A ideia é influir com essa agenda pedindo posicionamento em torno desses pontos”.

 

O documento enumera seis prioridades e destaca a diminuição dos assassinatos como a primeira delas. A agenda propõe um Plano Nacional de Redução de Homicídios, que seria articulado nacionalmente e estimularia planos estaduais e municipais. Uma das iniciativas que o plano incentivaria é a criação de departamentos especializados em crimes contra a vida, para fortalecer os meios de investigação, incluindo investimentos na capacitação e equipamentos de perícias, além de aumentar o cumprimento de mandados de prisão de acusados de assassinato. O plano também prevê uma maior regulação na política nacional de controle de armas e a redução da letalidade policial, disseminando procedimentos e protocolos de uso da força, fortalecendo corregedorias e substituindo em todos os estados o termo “resistência seguida de morte” por “homicídio/morte decorrente de intervenção policial”, o que já é recomendado pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

 

Leia mais...
 
Dicas de um vencedor: a trajetória de um aprovado na área policial PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Seg, 14 de Julho de 2014 19:11

APROVADOS

 

 

E aí? Preparados para a batalha?

 

Grito de guerra da Polícia Federal:

 

"A nossa farda é preta,

O armamento é Glock,

Guerreiros da fronteira,

Do Chuí ao Oiapoque,

Na Selva, Serrado, Caatinga ou Pantanal,

Nós somos federais academia nacional,

AGENTES PAPA FOX de o povo varonil,

Lotados na missão de bem servir nosso Brasil"

 

 

Olá Amigos!

 

Estou muito feliz de dar minha declaração aqui no SAGA. Por vezes li declarações aqui, e de repente: CÁ ESTOU!!!

 

Eu vivi 4 anos, exclusivamente e intensamente, o mundo dos concursos para PF, e poderia falar sobre vários pontos de vista, mas vou aos que mais me marcaram nessa trajetória, e que acho que podem ajudá-los sob uma outra ótica.

 

Antes disso, saibam que me considero uma pessoa mediana, que tive muitas dificuldades com estudo quando pequeno e era muito hiperativo!

 

Aqui vai a minha história, em forma linha do tempo.

 

2009: Iniciei os estudos 3 meses antes da prova. Prestei a prova e fiz 36 pontos líquidos. Isso me fez perceber que a barreira era vencível e desde então, não parei mais de estudar!

 

2010: Nada de concurso, e ripa nos estudos...

 

2011: Nada de concurso e ripa nos estudos...

 

2012: Concurso para Agente da Polícia Federal - 49º colocado (82 pontos), mas:

 

1.    Reprovado na redação;

2.    Entrei com recurso na redação;

3.    Aceito recurso e volto para o concurso;

 4. Passo no TAF - vejam aqui meu teste físico de 2012 (  http://www.youtube.com/watch?v=9mxI7Wqq6l0 );

5.    Reprovado no PSCICO (não li o material do concurseiro Robson);

6.    Entro na justiça e ganho liminar sobre o psicotécnico, podendo ir para ANP;

7.    Laboratório perde um exame para ser entregue no dia estipulado e minha liminar é derrubada;

 8. Volto de Brasília no primeiro dia com uma mão na frente e outra atrás...

 

FOCO, AQUI É POLICIA e SÓ PARO QUANDO CONSEGUIR!!! BORA ESTUDAR!!!

 

Leia mais...
 
Edital para Papiloscopista do RJ será divulgado – Novo salário de 8.205,33 PDF Imprimir E-mail
Escrito por Saga Policial   
Qua, 09 de Julho de 2014 16:31

papilocrime

 

 

Edital para Papiloscopista do RJ será divulgado – Novo salário de 8.205,33

 

09/07/2014

Está chegando a hora de ser publicado o edital para o cargo de Papiloscopista da Polícia Civil do Rio de Janeiro. A banca organizadora será a mesma do concurso de perito em 2013, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

 

Para a publicação do edital falta apenas que o documento entregue pela IBFC seja aprovado pela assessoria jurídica da Polícia Civil. O atraso para a liberação aconteceu devido a problemas administrativos internos que já foram resolvidos. Portanto, a publicação pode acontecer a qualquer momento.

 

 

O IBFC trabalha com questões múltipla-escolha com um nível de dificuldade médio. As questões são bem objetivas, o que favorece a capacidade de memorização do candidato. A estratégia de prova é eliminar os itens impossíveis para se concentrar em poucas possibilidades.  

 

O concurso vai oferecer 100 vagas, porém há possibilidade de chamar os aprovados além do número oficial de vagas, como ocorreu no concurso de oficial de cartório e investigador.

 

O salário inicial para o cargo de Papiloscopista da Polícia Civil do Rio de Janeiro teve uma recente mudança e passa a ser de R$ 8.205,33 ao chegar ao ano de 2019, pois a aprovação deste aumento foi escalonado em 5 anos, a partir de 2015. Esse valor está na tabela entregue pelo Governo do Estado e divulgado no site do Sindpol, o sindicato dos Policiais Civis do RJ.

 

Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 12
Banner