Login do Usuário



Online

Nós temos 24 visitantes online

Banner
Página Inicial
Dicas para a Prova Discursiva do Cespe/UnB PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Qua, 04 de Junho de 2014 19:56

concurso-policia-federal-2015-2

 

 

Toque de Mestre 16

Discursivas do Cespe – Tema específico: resposta fácil, organização complicada.

Profa. Júnia Andrade Viana ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. )

Face: profajunia

Autora do livro Redação para Concursos Públicos – Ed. Ferreira

Professora de português e discursivas no Ponto dos Concursos

 

Geralmente, quando o Cespe ou a ESAF resolvem pedir prova discursiva com abordagem de conhecimento específico, previsto nos programas dos editais, o sofrimento do concurseiro não está exatamente em saber a resposta correta para atender o tema.

  

Na verdade, esse sofrimento se concentra na forma como a resposta correta é levada ao examinador. Estou falando, com isso, exatamente do potencial informativo de cada candidato: a facilidade em organizar ideias e a composição de informações claras e bem fundamentadas.

 

Para quem ainda não compreendeu bem, o que temos é o seguinte: normalmente, o Cespe ou a ESAF apresentam temas considerados fáceis, mas a forma de construir a resposta é que traz dúvidas quanto à organização de ideias.

  

E o que se quer com isso?

  

As bancas sabem que candidatos conhecedores dos assuntos propostos por elas existem aos montes. Mas candidatos preparados para tornar o assunto compreensível a qualquer leitor é coisa rara de se encontrar. Então, como estamos em concurso público cuja meta é propor desafios que realmente sejam seletivos, as bancas escolhem caminhos que lhes proporcionem essas escolhas e que atendam algum propósito dos concursos – nesse caso, o da publicidade. Portanto, o foco avaliativo, por exemplo, no Cespe é centrado no cumprimento dos quesitos objetividade, clareza, fundamentação e precisão da linguagem.

  

Mas vamos sair do blablabá para a apresentação de algo mais concreto.

 

Tomemos, então, um dos temas do Cespe em 2013. Este foi feito para a prova de um dos cargos do TRT da 10º Região: “PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS EXPRESSOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA”.

 

Aspectos que deveriam ser tratados no tema:

a. Nominar os princípios constitucionais expressos da administração pública.

b. Descrever o significado de cada um dos referidos princípios constitucionais.

 

Leia mais...
 
Cespe/UnB, a banca do concurso da PF. Como lidar com ela. PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Qui, 29 de Maio de 2014 18:56

Policia-Federal-2

 

 

Cespe/UnB, a banca do concurso da PF. Como lidar com ela.

 

29/05/2014

Há mais de 10 anos a Cespe/UnB faz os concursos da Polícia Federal e desta vez não deve ser diferente. Tudo leva a crer que o próximo concurso para o cargo de Agente de Polícia Federal, cujo edital deve ser divulgado em junho, deve ser realizado também pela banca Cespe/UnB.

 

 O Saga Policial tentou obter a informação de escolha da banca antecipadamente, para orientar os estudos dos candidatos, porém não obteve êxito. Os nossos contatos no DPF (Departamento de Polícia Federal) afirmaram que o Cespe/UnB deve realmente ser a banca escolhida, mas não conseguiram a confirmação oficial. A divulgação da banca para este concurso deve acontecer nos próximos dias.

 

 Devido ao tempo que o Cespe/UnB realiza os concursos do DPF e pelas informações prestadas por nossos contatos no órgão, orientamos os candidatos a direcionar seus estudos a esta banca. 

 

 

cespe terror

 

  O terror das provas tipo Cespe/UnB

 

Muita gente se apavora ao saber que o concurso pelo qual tanto esperava vai ser organizado pelo Cespe/UnB. É famoso e muito preocupante aquele tipo de questão em que, para desestimular o chute e evitar que o acaso ou a sorte influencie no resultado, a comissão organizadora pune o candidato, subtraindo de sua nota um acerto para cada erro que cometer. Há provas em que o candidato perde uma questão a cada duas ou três erradas, mas o mais comum atualmente é a pena máxima. 

Há mecanismos para melhorar o rendimento em provas desse tipo. A regra básica é TER CAUTELA, deixando questões em branco, e jamais achar que vale a pena o risco de tentar acertar mais algumas. É preciso lembrar que a intenção da banca é evitar os chutes, e, se a medida não funcionasse, não causasse intimidação, certamente já teria sido abandonada. Dentro da regra básica, é preciso ainda atentar para o fato de que jamais deve o candidato estipular um percentual geral de questões para deixar em branco, como frequentemente é ensinado na internet, na TV, em salas de aula etc. Isso porque todas as pessoas têm rendimentos diferentes de matéria para matéria. Pouquíssima gente nota a influência disso no resultado, até ser alertada. 

A forma mais indicada para definir quantas deixar em branco é fazer vários simulados com questões de cargos iguais ou similares, elaboradas pelo CESPE, variando bastante (entre 10 e 60%) a quantidade de questões que deixa em branco. Após isso se verifica qual o percentual ideal, de acordo com o seu nível de preparação. Uma vantagem adicional que se obtém ao fazer isso é o grande aprendizado que os exercícios trazem. O inconveniente neste método é a necessidade de um grande número de questões anteriores, nem sempre fácil de encontrar. 

Outra forma de se avaliar, quando se tem poucas provas anteriores, ou quando o tempo é curto, é responder aos simulados sem deixar questões em branco, e obter o seu percentual bruto de acertos. Após obter sua média de acertos por disciplina (entre várias provas respondidas), o candidato deve fazer a conta, pelo método das tentativas, até encontrar sua pontuação final mais alta. Para fixar o seu percentual ideal de marcações, deve ser abatida uma margem de segurança, proporcional ao percentual de erros. 

Em ambos os casos a análise do resultado deve ser feita por matéria. É suicídio seguir regras padronizadas, que mandam deixar X questões em branco, como se todas as pessoas tivessem o mesmo nível de preparação. 

 

Saga Policial indica o melhor grupo de estudos por simulados da internet!

Melhor custo-benefício! Centenas de concursandos já estão participando!

SIMULADOS PARA A POLÍCIA FEDERAL – ACESSE  http://www.missao-papafox.com/

E CLIQUE EM “REGISTRAR-SE”

 

Outro método que deve ser adotado, este na hora de fazer a prova, é aquele que chamo de "caça ao erro". O candidato deve ler todas as questões em busca do erro, para marcar apenas as erradas, e repassar a prova, saltando as que já foram marcadas. Isso deve ser feito o máximo de vezes que o tempo da prova permitir. Se, depois de várias passadas de olhos, algumas questões não foram marcadas, há chances de serem certas, uma vez que o erro não apareceu pra você. Havendo dúvida você deve deixar a questão em branco, e, não havendo, ela deve ser marcada como certa. 

 

Leia mais...
 
Projeto confere poder de polícia às guardas municipais PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Qua, 28 de Maio de 2014 19:16

gm

 

 

Projeto em análise na CCJ confere poder de polícia às guardas municipais

 

28/05/2014

As guardas municipais poderão ter poder de polícia, com a incumbência de proteger tanto o patrimônio como a vida. A medida é prevista em projeto (PLC 39/2014) discutido nesta quarta-feira (28) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A relatora, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), apresentou relatório favorável à proposição, e o senador Aníbal Diniz (PT-AC), na presidência da reunião, concedeu vista coletiva.

 

De autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), o projeto cria o Estatuto Geral das Guardas Municipais, regulamentando dispositivo da Constituição (§ 8º, art. 144) que prevê a criação de guardas municipais para a proteção de bens, serviços e instalações.

 

Além de prevenir, inibir e coibir infrações contra esses bens e instalações, a guarda municipal deverá colaborar com os órgãos de segurança pública em ações conjuntas e contribuir para a pacificação de conflitos. Mediante convênio com órgãos de trânsito estadual ou municipal, poderá fiscalizar o trânsito e expedir multas.

 

Outra competência é encaminhar ao delegado de polícia, diante de flagrante delito, o autor da infração, preservando o local do crime. A guarda municipal poderá também auxiliar na segurança de grandes eventos e atuar na proteção de autoridades. Ações preventivas na segurança escolar também poderão ser exercidas por essa corporação.

 

Consórcios

O projeto prevê, ainda, a possibilidade de municípios limítrofes constituírem consórcio público para utilizar, reciprocamente, os serviços da guarda municipal de maneira compartilhada.

Esse consórcio poderá ficar encarregado também da capacitação dos integrantes da guarda municipal compartilhada. Todos os guardas deverão passar por esse tipo de capacitação, com matriz curricular compatível com a atividade.

 

Leia mais...
 
Edital da Polícia Federal será lançado em junho PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Seg, 26 de Maio de 2014 17:38

concurso-POLICIA-FEDERAL

 

Edital da Polícia Federal será lançado em junho

 

25/05/2014

 

A Polícia Federal já está em fase de análise das propostas para definir a organizadora de seu concurso público para o preenchimento de 600 vagas para o cargo de agente, autorizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) em 26 de março.

 

 De acordo com o coordenador do setor de recrutamento e seleção do órgão, Jorgeval Silva Costa, a intenção é de que a banca seja anunciada até o final de maio. “O processo de escolha ainda deve passar pelas áreas de logística e jurídica para que a organizadora possa ser anunciada. Como é um processo que envolve outros setores, não é possível afirmar com certeza o prazo necessário para isto ocorrer, mas acredito que isto deve ser encerrado ainda este mês, no mais tardar, em um prazo de 15 dias”, diz.

 

 Segundo ele, o objetivo é de que a confirmação da banca ocorra de forma rápida para que possa ser confirmado o cronograma inicial, de publicar o edital no decorrer de junho. “A Polícia Federal tem pressa em realizar este concurso. É possível que a publicação do edital ocorra em junho. Vamos fazer todos os esforços para que isto ocorra. Porém, isto ainda depende de outros fatores que não envolvem somente o setor de recrutamento e seleção”, ressalta.

 

 Requisitos e salário: Para concorrer ao cargo é necessário possuir curso de nível superior em qualquer área de formação e carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A remuneração inicial da categoria é de R$ 7.887,33, incluindo o salário de R$ 7.514,33 e auxílio alimentação de R$ 373, com jornada de trabalho de 40 horas semanais. 

Leia mais...
 
Aberto concurso para agente e delegado da Polícia Civil de Santa Catarina PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Qui, 22 de Maio de 2014 20:27

ACADEPOLFRENTE grande

 

66 vagas para Delegado e 340 vagas para Agentes em 2014

 

Florianópolis – Secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, e o Delegado-Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila assinaram na tarde desta quinta-feira, 22, o edital para realização do concurso público para ingresso na Polícia Civil. Estão sendo oferecidas 406 vagas assim distribuídas – 340 para agentes de polícia e 66 para Delegado de Polícia. 

 

As inscrições iniciam partir das 10 horas do dia 28 de maio próximo e se estendem até às 23h59 do dia 26 de junho. As provas serão realizadas em julho. Todo o processo será feita via internet pelo site da Acafe (www.acafe.org.br), vencedora do processo de licitação para realização das provas. 

 

De acordo com o secretário, 5.803 profissionais de segurança foram incluídos/nomeados nas forças públicas desde janeiro de 2011 até agora. “É uma demonstração de que o governo trata a segurança pública como prioridade. A assinatura destes editais representa um incremento no efetivo da Polícia Civil, que em três anos e quatro meses de governo ganhou o reforço de 768 policiais”, destacou. 

 

Os interessados em se inscrever para a carreira de delegado de polícia devem possuir diploma de bacharel em Direito enquanto que para a carreira de agentes de polícia será exigido diploma de curso superior. Os salários variam de R$ 13 mil para a carreira de delegado de polícia substituto e R$ 3,5 mil para a carreira de agente de polícia nível 1 (a partir de agosto de 2014). 

 

O ato de assinatura do edital contou também com a participação do delegado Marcos Flávio Ghizoni Júnior, diretor da Academia da Polícia Civil.

 

Leia mais...
 
Concurso Delegado e Agente da Polícia Civil Ceará autorizado PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Gerente   
Sex, 16 de Maio de 2014 18:15

17-58-large

 

Governo do Ceará autoriza concurso com 763 vagas para a Polícia Civil

 

Concurso não era esperado para 2014

 

16/05/2014

O governador Cid Gomes autorizou a abertura de concurso público para a contratação de 763 novos policiais civis, sendo 168 delegados, 336 escrivães e 259 inspetores. "A necessidade de ampliação do número de delegacias 24 horas e a localização dos equipamentos que passarão a ter o horário estendido foram apontadas após observações produzidas e consolidadas em razão da demanda criminal nas 18 Áreas Integradas de Segurança (AISs), comandadas por um delegado, um oficial da Polícia Militar e um oficial do Corpo de Bombeiros", avalia o Governo do Estado. Ainda não há data definida para divulgação do edital.

 

A medida propiciará benefícios com atendimento em tempo integral, a ampliação do número de delegacias 24 horas, além da redução dos custos com combustível e manutenção das viaturas. A medida ainda promoverá uma maior integração entre as forças de segurança que atuam na respectiva AIS, o conhecimento decorrente da troca continua de informações sobre os criminosos e tipos de delitos que são praticados na área.

Uma portaria do Secretário da Segurança Pública e Defesa Social indicará as delegacias 24 horas que, inicialmente, se somarão as já existentes na Capital, Região Metropolitana e Interior, sempre levando em conta a mancha da criminalidade. A portaria regulamentará ainda a formação em bloco dos concursados (Delegados, Inspetores e Escrivães), visando o funcionamento adequado das delegacias 24 horas logo após a nomeação dos aprovados, bem como os critérios de escolha de vagas que se dará pela ordem de classificação no curso de formação.

Leia mais...
 
O Nepom da Polícia Federal do Brasil PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrador   
Ter, 13 de Maio de 2014 17:30

 

 

Policiais Federais recém-formados podem trabalhar no Nepom – Núcleo Especial de Polícia Marítima.

 

Saga Policial

Com vistas a uma melhor execução de suas atribuições, o Departamento de Polícia Federal é subdividido em unidades, tanto em âmbito geográfico quanto em especialização operacional.

 

Uma dessas unidades é o Nepom – Núcleo Especial de Polícia Marítima.

 

A pressão internacional sobre o governo brasileiro em relação ao policiamento marítimo, causada principalmente pelas altas taxas de seguro impostas aos navios em trânsito pelo País, forçou o Brasil a procurar providências em caráter emergencial.

 

 

 

A resposta imediata do Departamento de Polícia Federal (DPF) quanto a esta pressão foi a criação do Nepom – Núcleo Especial de Polícia Marítima. O primeiro porto a receber o núcleo foi o de Santos/SP, o maior da América Latina. Desde sua criação em 1999, o número de ocorrências de crimes praticados contra navios atracados ou fundeados no porto de Santos tem diminuído. Até 2006 já existiam 12 núcleos do Nepom espalhados pelo país. De acordo com o delegado da Polícia Federal, Antônio Hadano, atualmente os principais delitos no Porto de Santos são os de roubos e assaltos às embarcações.

 

"Os atos ilícitos envolvendo embarcações decresceram demais depois da criação do Nepom. O próprio criminoso ao ver uma força repressiva se sente inibido. O que tem ocorrido são pequenos furtos a bordo”, ressalta Hadano.

Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 2 de 12
Banner